Desde a manhã deste Domingo, dia 19 de Setembro, que a zona envolvente à entrada do Centro de Apoio António Martins Ribeiro, do Lar Familiar da Tranquilidade, tem uma nova denominação toponímica. Foi baptizado de Largo António Martins Ribeiro através de uma singela cerimónia de descerramento da placa toponímica, no dia em que esta instituição social de Vila das Aves assinalou o 130º aniversário do nascimento deste benemérito.

O descerramento da placa foi feito pelo presidente da Assembleia de Freguesia de Vila das Aves, Américo Luís Carvalho Fernandes, responsável pelo órgão autárquico que aprovou, por unanimidade, atribuir ao pequeno largo existente junto ao Centro de Apoio, o nome do homem que viveu toda a sua vida naquela casa. A habitação, conhecida como Casa da Quinta, foi transformada, há 10 anos atrás, num equipamento virado para a promoção da Saúde aberto a toda a comunidade.

A cerimónia – que contou com a presença de inúmeros avenses – iniciou-se com a declamação de um poema evocativo da memória e do legado de António Martins Ribeiro, da autoria do poeta Afonso Bastos, elaborado propositadamente para a ocasião e que foi também musicado pelo compositor António Azevedo Oliveira.

Em nome do Lar Familiar da Tranquilidade, Adélio Castro, vogal da direcção, salientou que toda a acção desta instituição social “é inspirada na pessoa de António Martins Ribeiro”, vincando que a revitalização da sua casa para o Centro de Apoio pretendeu dar-lhe “mais encanto ” . Hoje, com o nascimento do largo com o seu nome, a Casa da Quinta tem o “justo reconhecimento por ter sido literalmente o centro e o eixo” da sua vida. Adélio Castro reconheceu e agradeceu ainda a abertura da Assembleia e da Junta de Freguesia de Vila das Aves, nas pessoas dos seus presidentes presentes, Américo Luís Fernandes e Carlos Fernandes, respectivamente, para tornar possível esta homenagem.

Catarina Silva, enquanto responsável do Centro de Apoio e também membro da direcção do Lar, lembrou os 10 anos de serviço desta valência para a comunidade, cumprindo a sua missão de “promoção da Saúde”, lembrando, a propósito, as palavras ditas na inauguração do equipamento pelo presidente da instituição, o Pe. Fernando de Azevedo Abreu que classificou o Centro de Apoio “não mais como um sinal de uma pastoral de resposta, mas de proposta”. Dotada das condições para a prática de diversas modalidades desportivas e de lazer, referiu os mais recentes investimentos realizados, nomeadamente a instalação de 140 painéis solares térmicos. “Continuamos a sonhar com novos investimentos mas a realidade económica actual obriga-nos a acima de tudo a reflectir”, sublinhou.

Em nome dos órgãos autárquicos da freguesia, Américo Luís Fernandes disse ser “uma honra” para si homenagear António Martins Ribeiro. A transformação do local em largo com o nome do benemérito “foi a melhor solução” para cumprir a petição apresentada pelo Lar já em 2008. Conheceu o homenageado e lembra-se dele “já velho, mas piedoso”. Lembrou o papel que o avô desempenhou como secretário de António Martins Ribeiro na redacção do seu testamento em que doou todos os seus bens à Comissão Fabriqueira de Vila das Aves, devendo a sua riqueza ser aplicada em prol da Igreja, dos idosos e de modo mais genérico nas necessidades da Freguesia. Cumprindo este desejo, refira-se que é em terrenos da sua quinta que hoje estão edificados equipamentos como o estádio e o pavilhão do Clube Desportivo das Aves, a escola EB 2-3 e o Lar Familiar da Tranquilidade, que em muito dignificam o nome da terra.

Após a cerimónia de descerramento o programa evocativo dos 130 anos do nascimento do benemérito culminou com a celebração de uma Eucaristia no Lar Familiar da Tranquilidade, presidida pelo pároco e presidente da instituição, Pe. Fernando Abreu, que lembrou o “homem rico” que foi António Martins Ribeiro, mas “desprendido” e com uma “alma de ouro”, agradecendo uma vez mais “a caridade” deste homem.

Comments are closed.